Mensagem 133

13 de junho de 2021

Texto base: Êxodo 28:33-35

Textos das Escrituras citados durante a mensagem:

– “O Senhor é o meu Pastor …”

“… As ovelhas ouvem a sua voz, e chama pelo nome às suas ovelhas, e as traz para fora (…) Mas, de modo nenhum seguirão o estranho, antes fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos (…) Eu sou o bom Pastor: o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas.” (João 10:3, 5,11)

– “Nada me faltará.

Não pergunteis pois, o que haveis de comer, ou o que haveis de beber, e não andeis inquietos.” (Lucas 12:29)

– “Deitar-me faz em verdes pastos

Se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens.” (João 10:9)

Revelação: “Fazei o Meu Refúgio, para que a profecia se cumpra e sereis cumpridores da Minha obra. Estou tão próximo de vós e não conseguis Me alcançar. Vivei pela fé e não pela visão; confiai na Minha Presença.

– “Guia-me mansamente a águas tranquilas.

Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou: não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.” (João 14:27)

Revelação: “Como uma pedra que cai nas águas serenas de um lago, assim é a Minha intervenção em tudo. As ondas suavemente se propagam e do coração se dirigem para as margens. Propagam-se de forma concêntrica e harmoniosa. Não são rudes nem rápidas. São harmoniosas e transmitem paz no seu percurso.

– “Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor ao seu nome.

Instruir-te-ei, e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir; guiar-te-ei com os meus olhos.” (Salmo 32:8)

Revelação: “No Meu livro Eu vos ensino o que deve guiar o vosso comportamento, o que deveis sentir e isso só por acção do pensamento. A meditação, a contemplação, a oração são ferramentas de trabalho da alma para moldar o pensamento. Assim, começais a entrar em comunhão Comigo, percebeis o que é o Perdão, o que é o Amor, o que é a Humildade e vivereis o Amor em Sabedoria e Poder. O vosso barro é o pensamento, moldai-o.

– “Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo, a tua vara e o teu cajado me consolam.

Sobre a vara, temos orientação na Escritura e na revelação que nos foi dirigida: “Que é que vês, Jeremias? E eu disse: Vejo uma vara de amendoeira. E disse-me o Senhor: Viste bem; porque eu velo pela minha palavra para a cumprir.” (Jeremias 1:11-12)

Revelação: “Eu ausculto os vossos corações e o sinto; as vossas varas estão a ser limpas para nascer a flor e fruto. Mas o tempo ainda demora no vosso tempo e se apressa no Meu.

Sobre o cajado e o tempo em que vivemos, aguardando a volta de Jesus: “…Os vossos lombos cingidos, as vossas sandálias nos pés e o vosso cajado na mão” (Êxodo 12:11)

 

Pr. Egídio       

***

Mensagem 133 - 13 junho 2021
00:00 / 00:00