Mensagem 141

08 de agosto de 2021

Texto base: Hebreus 6:17-20

Textos das Escrituras citados durante a mensagem:

HOJE VAMOS FALAR UM POUCO SOBRE A NOSSA COMUNIDADE.

- Ao longo de muitos anos temos sido orientados pelo Senhor para orarmos por um refúgio – ao qual demos um nome, por registo: Refúgio Betânia.

- Na revelação do Senhor que serve de base à nossa reflexão, destacamos algumas palavras do Senhor, orientadoras para o desenvolvimento da nossa vida espiritual e da obra: “O Amor ao outro é o amor a Mim e o amor a Mim por si mesmo é a fé que cria raízes no vosso coração.

- Tal como diz a Escritura: “Temos como âncora da alma, segura e firme”; também colocamos ao lado destas palavras, aquelas que nos foram reveladas: “Ancorai em Mim pois Eu Sou o vosso porto de abrigo. Todo o filho que vem para Mim e no seu coração já Me abriga pode se desviar, mas o Meu olhar está sobre ele. Não vale a pena fugir da relação que tendes Comigo porque Eu vos chamo, se no vosso coração estiver a Minha marca...

- Ancorar a alma em Jesus é amá-Lo: “Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada” (João 14:23)

- Ter a marca Jesus em nosso coração, é sujeitar-nos à Sua vontade.

Lembremos o que é dito na Escritura sobre marcar uma pessoa

  1. A sujeição voluntária do homem ao seu senhor: “Mas se aquele servo expressamente disser: Eu amo a meu senhor  … não quero sair forro; então o seu senhor o levará aos juízes, e o fará chegar à porta, ou ao postigo, e seu senhor lhe furará a orelha com uma sovela; e o servirá para sempre.” (Êxodo 21:5-6)

  2. A sujeição de Jesus ao Pai, levou-o a deixar-Se marcar como servo: “Sacrifício e oferta não quiseste; as minhas orelhas furaste; holocausto e expiação pelo  pecado não reclamaste. Então disse: Eis aqui venho; no rolo do livro está escrito de mim; deleito-me em fazer a tua vontade, ó Deus meu; sim, a tua lei está dentro do meu coração.” (Salmo 40:6-8)

  3. Hoje também essa marca é requerida: “Não danifiqueis a terra, nem o mar, nem as árvores, até que hajamos assinalado nas suas testas, os servos do nosso Deus.

(Apocalipse 7:3)

- Desejamos que a Betânia (a casa do aflito) possa vir a ser aquilo que o Senhor referiu: “Quem estiver aflito lembrar-se-á da Betânia e querendo, chegará às vossas portas (…) Betânia é o paraíso da cura, da paz e da comunhão; o Meu amor será reconhecido por vós e através de vós.

- A Igreja Primitiva experimentou esta realidade e nós poderemos seguir o seu exemplo: “E era um o coração e a alma da multidão dos que criam, e ninguém dizia que coisa alguma do que possuía era sua própria, mas todas as coisas lhes eram comuns … Não havia pois entre eles necessitado algum…” (Actos 4:32,34)

Pr. Egídio       

***

Mensagem 141 - 08 de agosto de 2021
00:00 / 00:00
IMG_3780_edited.jpg