Buscar

Revelação dada a 12 Julho 2020


“O Universo é Meu em todo o seu poder e extensão. Na simplicidade e no rigor do Meu Espírito o criei e criei um espírito novo dócil para Me acompanhar; e dele surgiram novos que pairavam por toda a eternidade do espaço e do tempo.

O Meu amado companheiro se revoltou e da rebelião surgiu a Minha tristeza e deste sentimento surgiu a necessidade do perdão.

O perdão é o sentimento espiritual mais denso de sentido, pois converte almas. O perdão é a Minha Misericórdia impulsionada pelo Amor.

O Amor nasce no Filho entregue por Mim para resgatar todo o pecado. O Amor se enaltece na mãe que se entrega e se anula

no amor ao outro. O Amor pleno é o da entrega é o da comunhão.

Maria e José Me acolheram na Terra e Eu os acolhi no céu, e vos entreguei o Meu Espírito Santo e Vivo que ainda hoje e sempre permanecerá em vós. Não vos deixarei órfãos, não abandonarei nunca os Meus filhos.

E pela restauração do mundo e pela salvação das almas Eu me retenho em Amor e levo ao extremo o dom do Meu perdão.

Quantos mais a Mim vierem, mais forte serei Eu no Amor de Pai. Perder um filho é uma dor para um pai.

Assim estamos no início dos tempos, dos novos tempos, em que o barco se faz ao mar. As águas estão turvas e, embora navegáveis, já se agitam.

Eu vou ao leme e o Meu povo se encontra no barco. Todos temos de estar preparados para entrar em alto mar.

Vem aí tempestade e na revolta dos tempos, alguns vão se perder no mar. Simplesmente cairão porque não encontram conhecimento de como navegar. Em tudo há regras e as Minhas são o Amor, a oração, a paciência e a comunhão. E a fé tudo consegue na força plena da oração.

A tempestade surgirá após 12 + 12 sóis taparem a Lua e aí tudo o que sabeis começará a acontecer. Até lá, tendes fenómenos de origem humana a acontecer. Depois, virão os fenómenos do ar, do tempo, do fogo e da escuridão.

A Luz entre vós permanecerá na medida da vossa fé e em tudo saireis vencedores, não renegando o Meu Nome.

E não vos esqueçais, no final vem a bonança e serei Eu que ainda e sempre estarei ao leme.

O mar serena. O barco volta à Terra, à Nova Terra, à Nova Jerusalém.

Continuai na Palavra, na oração e na fé.

Amém.”

Amém.


---Imagem de Rudy and Peter Skitterianspor Pixabay---

Rua de Damão, 289 e 297

4465-119 SÃO MAMEDE DE INFESTA - PORTUGAL

email: refugiobetania@gmail.com

 

         Ver Mapa

© 2020 por Refúgio da Betânia.