Buscar

Revelação dada a 22 de Janeiro de 2021

Atualizado: Fev 2


Na Palavra falo em renovação dos tempos, em renovação da Terra e da vivência entre os Meus filhos. Falo em Apocalipse como o desmoronamento do mal e da traição e da vitória dos céus e da Luz.

A passagem das trevas à Luz dá-se pela Minha infinita misericórdia e porque o que tenho destinado para os Meus filhos é o paraíso e não a desgraça que encontramos na Terra.

Tudo foi construído pelo Amor e no Amor, tendo como princípio a obediência e o respeito pelo Pai. Mas a obediência mexe com a vontade e a vontade é influenciada pelos prazeres terrenos. Só atingimos a obediência quando a vossa vontade for a Minha vontade, e aí prevalece o Amor. Mas para isso acontecer é necessário renunciar ao corpo e elevar o espírito em tudo.

Os tempos que vivemos são tempos de dor que remetem à elevação, ao espírito.

Existe uma selecção, seja pelo teor das almas e seu trajecto, seja pelo impacto que têm nas suas famílias pela perda.

O tempo é de purificação e, até Julho, teremos o vírus a actuar e depois teremos a Terra a limpar.

Não precisais de temer, precisais sim de elevar o vosso espírito a Mim, em oração e em contemplação.

O terror será circunscrito aos que Me enfrentam. Os Meus filhos serão espectadores que, em compaixão, irão fazer prevalecer a Minha Palavra e o Meu Amor até à Minha vinda.

Virei com o Novo Sol e a Nova Lua para aliviar a Terra de todo o mal e restituir aos sobreviventes o paraíso, e elevar os mortos à luz do Céu.

Todos terão o perdão, mas nem todos sobreviverão.

Aqui surgirá a Nova Terra, a Minha Terra, a Terra dos Meus filhos.

Amém.


---Imagem de Wix---