Buscar

Revelação dada a 26 de Junho de 2021

Na junção do etéreo com o corpóreo surgem muitas vezes processos complexos que confundem o ser humano, feito homem, filho de Deus.

Tudo o que é sensação física como comer e beber, sede e fome, são necessidades do corpo que sustenta neste mundo o Meu Espírito em vós. Essa Minha centelha tem de engrandecer por vontade própria que a alma determina, nas escolhas que faz.

Existe muita coisa que influencia as escolhas da alma, especialmente quando dessas escolhas surge prazer e deleite do corpo. No entanto, a dor e o sofrimento ou a solidão, exigem de nós uma introspecção que nos leva ao pedido de ajuda ao Alto, à procura do Pai, do Espírito que alivia a dor. Este é o processo contrário ao do prazer; aqui pretendemos evitar o não prazer e o ainda mais marcante que é o sofrimento.

Jesus sofreu na cruz, dizem os homens. Pois Eu vos digo que o Meu Filho sofreu desde que desceu à Terra, sofreu todas as dores do mundo e o único alívio era a voz do Pai e o aconchego do Espírito.

Na busca Me encontrais, mas o momento é de introspecção e de acção orativa e introspectiva na busca da comunhão. O momento é chegado há muito, mas a noção quântica de tudo quanto existe em matéria, não permite que visualizeis o que irá acontecer, mas tudo tem um momento, uma existência e um propósito.

O mundo se altera por via dos homens e não só; o próprio Universo comanda e funciona por ciclos que são regidos por seres interplanetários, guardiões e anjos protectores.

É como se tivésseis uma grande máquina que tem uma equipa poderosa dos melhores a comandá-la e a preservá-la, fazendo continuamente a sua manutenção.

Nesse mecanismo temos o ciclo de vida e o ciclo da morte que se regeneram na purificação do espírito, para grandeza do Reino e do Espírito que sou Eu em vós.

Vós sois a força e o objectivo de todo o Meu trabalho enquanto Construtor e todos se empenham para o bem de todos na fluidez do espírito e no Reino do Amor.

Estamos entrando no contraciclo, ou o ciclo da regeneração. A Terra vai ser revigorada e vós ireis ser peneirados para seleccionar os escolhidos.

Depois do vírus, outros virão para por à prova o povo; e entre movimentos humanos de procura do vil metal e de tudo o que é matéria, se erguerá o Deus vosso Pai que na força, na luz e no poder irá fazer descer a ira que deixará o povo receoso e manso. Nessa altura, saberão o Caminho e só não será salvo quem não o tomar.

O perdão será a Minha rede de pesca, mas não será posto à prova duas vezes. Nenhum ser poderá hesitar se quiser ser salvo, se quiser vir a Mim.

Orai na misericórdia do Meu Amor, porque Eu tudo vos dou e não faltarei aos Meus filhos e ao Meu povo que sois vós.

Temos cinco anos de preparação e dez de caminhada [*]. No final vereis a Luz, a Salvação. Amém.

Uni-vos, não vos disperseis.

[*] Esta demarcação de data, está de acordo com a revelação transmitida ao profeta Jakob Lorber (1800-1864): Quando muitas pessoas encontram na medida plena de sua maldade, o tempo de sua acção impune é abreviado, por causa dos poucos e bons escolhidos, de sorte a serem tragadas, pela própria condenação e morte, como aconteceu em tempos de Noé, Abraão, Ló, Josué e ainda se repetirá. (…) O início será assistido pelos judeus, e posteriormente em outros reinos com os seus soberanos e povos; após dois mil anos incompletos virá o grande julgamento, geral, para salvaçã---Imagem de Wix---o dos bons e perdição dos grandes egoístas. (O Grande Evangelho de João – VII – 53 – IX – 29)



---Imagem de Pexelsa por pixabay---