Buscar

REVELAÇÕES

- A revelação directa e a indirecta. Sobre estes dois tipos de revelação o Senhor Jesus dá muitas explicações.

(GEJ - III – 197)

a) Revelação indirecta = Esclarece a criatura naquilo que deseja ser orientada. É comparada pelo Senhor à lâmpada que ilumina um local restrito.

b) Revelação directa = Esta revelação é dada somente a quem a pediu. O Senhor compara-a ao Sol que ilumina tudo.

(GEJ - III – 197:4-5)


- Revelações e profecias diversas que somente serão reveladas no futuro.

Ordeno silêncio absoluto de tudo, porquanto a Humanidade está longe de assimilar tais coisas e realmente não o necessita saber para salvação das almas."

(GEJ - IV – 112:2)


- Revelações destinadas à nossa época, que serão transmitidas a novos profetas.

Passados quase dois mil anos e a Minha doutrina se encontrar enterrada no lodo, inspirarei novamente homens que anotarão fielmente o que falamos e tratamos. Este grande Livro será entregue ao mundo para abrir-lhe a visão!

(GEJ - IV – 112:3)


- O Senhor fala sobre Jakob Lorber e outros profetas. Jesus diz que esta estirpe de pessoas descende do filho mais velho de José (pai adoptivo de Jesus).

Jesus fala para Lorber. Nota bem! Tu, Meu servo e escrivão, julgas que Eu não tivesse mencionado este facto naquela época? … Declaro-te, ter Eu transmitido a Cirénius e Cornelius o teu nome e de vários outros. (…) Todos os grandes inspirados descendem de David, pois tais coisas só podem ser dadas àqueles, que fisicamente, têm a Minha Descendência.


- A Europa será o lugar onde serão levantados entes futuros “escrivães” de Deus.

Naquela época, os mencionados descendentes de David se encontrarão na maioria na Europa; entretanto serão descendentes puros e genuínos daquele homem de acordo com a Vontade de Deus e serão capazes de transmitir a Luz mais forte do Céu.

(GEJ - IV – 112:4,6)


- O nosso comportamento perante as revelações.

Todavia, não deixa de ter mérito a alma pesquisadora, pois todo o trabalhador faz jus ao pagamento; melhor, porém, é deste modo, ouvindo a Verdade pela boca de Deus, tornando-se crente e activa. A alma, unindo-se assim, pelo amor, ao Meu Espírito, em uma hora Este lhe poderá facultar conhecimentos muito mais luminosos do que por intermédio do estudo individual. Ainda assim, não deve a alma crente e devota pôr de lado certos estudos e pesquisas. Cada um deve analisar tudo o que lhe é transmitido pelos homens e conservar o bem, sempre verdadeiro; mas, o que por Mim Mesmo for revelado às criaturas não necessita análise; basta crer e agir, que o efeito real em breve nelas se manifestará.

(GEJ – IX – 37)