Buscar

ADORAÇÃO


- Adoração do Menino Jesus:

Por parte dos pastores e dos anjos. (IJ – 18)

Por parte dos três magos. (IJ – 30)

Por parte de Cirénius. (IJ – 37,39)


- Adoração a Deus:

Como e onde prestar adoração a Deus. (GEJ – I – 49:1...)

Verdadeira. (GEJ – III – 36,213 e VIII – 95:5)

A única verdadeira. (GEJ – VII – 213 e VIII – 205,206)

Em espírito e verdade. (GEJ – I – 27; III – 207; VI – 57; VII – 59,213)


- Os templos e a adoração idólatra.

(GEJ – X – 191)

Se cresses integralmente e possuísses convicção íntima, Eu nada poderia contrapor caso me adorasses como vosso Deus … ainda não possuindo uma condição espiritual, far-me-ias uma idolatria idêntica à dirigida a qualquer pessoa ou imagem. (…) Como pode alguém adorar o Deus Único e Verdadeiro com dignidade e eficiência, se apenas O conhece por ouvir falar? Que diferença haverá neste caso entre a adoração de Deus e de um ídolo? (…) Por isso constitui primordial dever procurar a Deus em espírito e verdade, de coração humilde, e só quando O tiver achado poderá adorá-Lo, também em espírito e verdade. Ninguém, entretanto poderá amá-Lo em sua carne pecaminosa, odiando o seu irmão” (GEJ - III – 200:1,3,8,9)


- Adoração de Maria, é repreendida pelo Senhor:

“Digo Eu: Sim, ela é a primeira e jamais haverá igual. Acontece que as criaturas construirão mais templos para ela do que para Mim, dedicando-lhe maiores honras – e surgirá a crença de que só por Maria conseguirão a bem-aventurança! Sede atenciosos e bons para com ela, mas não lhe dediqueis uma Veneração Divina.” (GEJ – I – 108:9-12)

Rua de Damão, 289 e 297

4465-119 SÃO MAMEDE DE INFESTA - PORTUGAL

email: refugiobetania@gmail.com

 

         Ver Mapa

© 2020 por Refúgio da Betânia.