Buscar

ORAÇÃO


- A oração verdadeira.

Jesus ensina-nos um novo conceito de oração; podemos chamá-la de oração activa:

a) Orar com os pés (distribuir consolo);

b) Orar com as mãos (distribuir socorro);

c) Orar com os olhos (não se escandalizando com a miséria);

d) Orar com os ouvidos (a maneira como ouve a Palavra de Deus);

e) Orar com os lábios (tomando a defesa dos oprimidos).

(GEJ - II - 111)


- Ensino sobre a oração.

(GEJ – VI – 123)


- A oração ensinada por Jesus.

Jesus manda fazer um registo da oração que ensinou aos discípulos (Mateus 6:9-13), embora mencione que aborrece toda a oração labial, sem as obras correspondentes.

(GEJ - VIII – 92 – X – 32)


- A mesma oração com palavras novas.

Digo Eu: Toda a Lei e os profetas se baseiam na justa prática da misericórdia ao próximo, culto religioso unicamente agradável a Mim, na Fé viva em Deus e no amor para com Ele. (…) Devem as criaturas que reconhecem e amam a Deus, acima de tudo, dirigir as suas orações a Ele. Como? Primeiro, pelo justo cumprimento da Sua vontade, por meio de obras de amor ao próximo; segundo, devem dirigir-se a Ele pelo amor vivo e pleno, dizendo:

1. Pai-nosso, todo Amoroso, que habitas nos Teus Céus!

2. Teu Reino do eterno Amor e da Verdade venha, realmente a nós!

3. Tua Vontade, unicamente Santa, o Ser de todas as criaturas, se torne entre nós activa como é em todos os Teus Céus e Espaços!

4. Dá-nos o Pão da Vida! (Nosso pão quotidiano)

5. Perdoa-nos as culpas, assim como perdoamos aos irmãos que nos ofenderam!

6. Não permitas que sejamos levados ao pecado por tentações e encantos, aos quais dificilmente poderíamos resistir, em virtude da nossa fraqueza, mas livra-nos de todo o mal!

7. Teu Nome seja santificado, louvado e exaltado, acima de tudo; pois Teus são: Amor, Sabedoria, Força e poder, eternamente!

Eis uma justa oração dirigida a Deus, quando sentida no coração.

(…) Todavia, não terá valor, ainda que mil vezes proferida, pois terá que ser demonstrada pela criatura, do contrário, torna-se um horror para Deus. (…) Os romanos … pedem ao mesmo tempo a repetição da Minha oração; no mesmo instante, Rafael entrega a Agrícola um pergaminho, onde a mesma está anotada.


- A mesma oração com outras palavras.

Digo Eu: … Permanecei neste Meu Amor, que também ficarei convosco, e tudo que pedirdes ao Pai em Mim, ser-vos-á dado. Não peçais coisas do mundo, senão os tesouros eternos do Reino de Deus. Tudo o resto, indispensável à subsistência ser-vos-á dado automaticamente. Em todas as aflições e misérias, pedi com palavras simples, no coração, que não tereis pedido em vão. Poucas palavras sem ritual algum, mas silenciosamente, devem ser dirigidas a Mima da seguinte forma:

1. Nosso querido Pai, que habitas no Céu. Teu nome seja eternamente louvado!

2. Teu reino de Vida, da Luz e da Verdade venha a nós e fique connosco.

3. Tua Vontade santa e justa se faça entre nós, na Terra e nos Teus Céus, entre Teus anjos perfeitos.

4. Dá-nos o pão de cada dia.

5. Perdoa os nossos pecados e fraquezas, como também os perdoamos aos que nos prejudicaram.

6. Não permitas que venham tentações sobre nós, às quais não resistiríamos e liberta-nos de todo o mal em que a criatura poderia cair, em consequência das tentações do mundo e de seu espírito maldoso.

7. Teu é Todo o poder, toda a Força e Glória, e todos os Céus são plenos dos mesmos, de Eternidades em Eternidades”

(…) Deste modo, todos devem pedir no coração, que tal pedido será atendido se for desejo verdadeiro do coração, e não puramente dos lábios. Deus é Espírito puríssimo, portanto deve ser adorado em Espírito e Verdade rigorosa.

(GEJ - X – 32:1-5)


- Oração pelos enfermos, ensinada por Jesus.

A quarta prova da Minha Poderosa Presença vos garantirá as melhoras dos enfermos aos quais apuserdes as mãos, em Meu Nome, – caso seja útil à salvação da sua alma. Naturalmente, tereis que dizer no coração: Senhor, a Tua Vontade Se faça, e não a minha! Não podeis saber se a melhora do físico seja de utilidade à alma e, além disso, não há vida eterna no corpo! Por isto, não pode a imposição das mãos, proporcionar libertação de enfermidade para todos. Todavia, não há pecado se manifestardes o amor a todos os enfermos. Serei Eu o Salvador, se for a bem da alma, o que somente Eu saberei. Sendo informados da moléstia de um amigo distante, orai por ele e mentalmente ponde as vossas mãos sobre ele, que melhorará. A oração para tais ocasiões é a seguinte: Jesus, o Senhor, te socorra! Que te fortaleça e cure através da Sua Graça, Amor e Misericórdia! – Assim falando, cheios de fé e confiança em Mim, pedindo por um enfermo distante e mentalmente lhe pondo as mãos, ele sentirá alívio, se for útil para a sua alma.

(GEJ – IX – 43:5-7)


- Alguns exemplos apresentados por Jesus, sobre a oração incessante.

(GEJ – IX – 86-88)

Rua de Damão, 289 e 297

4465-119 SÃO MAMEDE DE INFESTA - PORTUGAL

email: refugiobetania@gmail.com

 

         Ver Mapa

© 2020 por Refúgio da Betânia.