Buscar

VINHA DO SENHOR



- A parábola dos trabalhadores da vinha. Mediante uma análise de Lázaro sobre a decadência da humanidade, Jesus conta a parábola dos trabalhadores da vinha.

(GEJ – VI – 176)

Revelação sobre a parábola: “A vinha são as criaturas desta Terra que, quais videiras, devem ser trabalhadas. Não têm contrato firmado Comigo e existem apenas para produzir bons frutos para Deus, o Senhor. As almas de todos os profetas – assim como as vossas – não se originam desta Terra e sim, são trabalhadores contratados do Alto, tendo firmado contrato Comigo para a conquista da Filiação Divina, apenas possível nesta Terra. Todos os grandes profetas desde o início até agoraincluindo-vos – que receberam uma grande Revelação, representam os primeiros trabalhadores da Vinha do Senhor. Os pequenos profetas, incumbidos da metade da tarefa – a manutenção da Revelação dada – são os que vos seguirão em Meu Nome; trarão igualmente pequenas revelações de onde profetizarão; porém, não possuindo aquela força e poder que Eu vos transmito. Receberão o mesmo prémio, porque a sua fé tem de ser mais forte; não recebendo o que ora vedes e ouvis, a sua fé espontânea tem que lhes ser levada em conta e um mérito maior.

(…) Finalmente serão em épocas futuras inspirados e admitidos outros videntes, bem próximo de um grande julgamento, com a tarefa cansativa e pesada de purificar a deturpada Doutrina, a fim de que seja conservada e não repelida pela Humanidade mais inteligente, como se fora antiga mistificação sacerdotal. Este terceiro grupo de trabalhadores na Minha seara não agirá com grandes milagres, mas apenas pela palavra e a escrita verdadeira, sem receberem outra especial revelação, a não ser pelo Verbo interno e Vivo no sentimento e pensamento. Serão plenos de fé lúcida e racional, erguendo deste modo, sem provas, as videiras humanas ressequidas da Vinha do Senhor e receberão de Mim o mesmo prémio que vós, trabalhadores do dia inteiro; pois terão mais dificuldade de crer firmemente naquilo que há mais de mil anos aqui sucedeu. Quando posteriormente o mundo tiver desviado as criaturas da rota espiritual, só resta tomar providências para uma grande Revelação, que naturalmente é seguida de julgamento.“

Rua de Damão, 289 e 297

4465-119 SÃO MAMEDE DE INFESTA - PORTUGAL

email: refugiobetania@gmail.com

 

         Ver Mapa

© 2020 por Refúgio da Betânia.